FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Paciente de 25 Anos de Idade com Lesões Cutâneas

Autor:

Rodrigo Antonio Brandão Neto

Médico Assistente da Disciplina de Emergências Clínicas do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP

Última revisão: 31/05/2021

Comentários de assinantes: 0

Paciente de 25 anos de idade, antecedente de epilepsia, em uso de lamotrigina há 3 anos. Começou a apresentar lesões cutâneas há cerca de 7 dias, com piora progressiva. Procurou um pronto-socorro, e foram prescritos anti-histamínicos. Evoluiu com piora e agora com envolvimento de mucosas.

 

As imagens a seguir mostram as lesões associadas:



Figura 1 - Lesões cutâneas em membros superiores


Figura 2 - Lesões cutâneas no peito e rosto 


Podemos observar lesões maculopapulares disseminadas e envolvimento de mucosa oral. As lesões caracterizam o espectro da síndrome de Stevens-Johnson (SSJ) e da necrólise epidérmica tóxica (NET).  Os pacientes apresentam quadro de sintomas prodrômicos como febre e mal-estar e eritema generalizado com aparecimento de bolhas. É comum a presença de lesões arredondadas eritematosas com bolha necrótica central. Essas bolhas podem confluir e romper, formando áreas de descolamento da pele. Com pequenos atritos da pele pode ocorrer o seu descolamento, o que é denominado sinal de Nikolsky.

A NET e aSSJ são classificadas conforme a área envolvida:

-SSJ: <10% da área corpórea

-Sobreposição SSJ/NET: 10-30% da área corpórea

-NET: >30% da área corpórea


As principais medicações associadas incluem anticonvulsivantes aromáticos (carbamazepina, lamotrigina, fenitoína, fenobarbital), anti-inflamatórios não hormonais, alopurinol, sulfonamidas e nevirapina. Os pacientes podem apresentar comprometimento sistêmico, com alterações hepáticas, gastrintestinais, pulmonares e renais. O tratamento é realizado principalmente com a suspensão da medicação suspeita. Deve-se solicitar internação imediata do paciente e avaliação da equipe de dermatologia. O uso de glicocorticoides por 48 a 72 horas em dose de 1 mg/kg de prednisona pode ser benéfico. Infecções secundárias são frequentes e devem ser tratadas.

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal

×
×

Em função da pandemia do Coronavírus informamos que não estaremos prestando atendimento telefônico temporariamente. Permanecemos com suporte aos nossos inscritos através do e-mail info@medicinanet.com.br.