FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Fosfato de Clindamicina e Cloridrato de Clindamicina

Última revisão: 05/01/2010

Comentários de assinantes: 0

>Reproduzido de:>>>>>

>Formulário Terapêutico Nacional 2008: Rename 2006 [>Link Livre para o Documento Original>>]>>>>>

>Série B. Textos Básicos de Saúde>>>>>

>MINISTÉRIO DA SAÚDE>>>>>

>Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos>>>>>

>Departamento de Assistência Farmacêutica e Insumos Estratégicos>>>>>

>Brasília / DF2008>>>>>

>> >>>

>>Fosfato de Clindamicina e Cloridrato de Clindamicina>>>>>

>>> >>>>

>Paloma Michelle de Sales>>>>>

>>> >>>>

>>Na Rename 2006: itens 5.1.9, 5.4, 5.6.2.2 e 5.6.2.3>>>>>

>>> >>>>

>>APRESENTAÇÕES>>>>>>>

>      >>>Cápsula ou comprimido de 150 mg.>>>>

>      >>>Cápsula de 300 mg.>>>>

>      >>>Solução injetável 150 mg/mL.>>>>

>>> >>>>

>>INDICAÇÕES>>1,5,180>>>>>>>>>

>      >>>Infecções causadas por bactérias anaeróbias e aeróbias Gram-positivas (estafilocócicas, estreptocócicas, pneumocócicas, mistas).>>>>

>      >>>Pneumocistose.>>>>

>      >>>Malária (substituto de doxiciclina ou de tetraciclina em esquema com sulfato de quinina e primaquina, ou em combinação com derivados da artemisina, para >Plasmodium falciparum>; deve ser empregado quando os demais medicamentos não estiverem disponíveis).>>>>

>      >>>Toxoplasmose.>>>>

>      >>>Profilaxia de endocardite bacteriana em pacientes alérgicos às penicilinas submetidos a cirurgias ambulatoriais.>>>>

>> >>>

>>CONTRA-INDICAÇÕES>1,5,162>>>>>>>>

>      >>>Hipersensibilidade a clindamicina ou lincosamidas.>>>>

>      >>>Colite pseudomembranosa prévia.>>>>

>      >>>Colite ulcerativa e enterite regional.>>>>

>>> >>>>

>>PRECAUÇÕES>>1>>>>>>>>>

>      >>>Cautela em recém-nascido, criança e idoso e pacientes com atopias, insuficiências renal (ver apêndice D) e hepática (ver apêndice C), diarréia, cólica abdominal.>>>>

>      >>>Pelo potencial de colite fatal, suspender imediatamente o tratamento se ocorrer diarréia, cólica abdominal e perda de sangue/muco nas fezes.>>>>

>      >>>Categoria de risco na gravidez (FDA): B.>>>>

>> >>>

>>ESQUEMAS DE ADMINISTRAÇÃO>1,5>>>>>>>>

>Adultos>>

>>Infecções Causadas por Bactérias Anaeróbias e Aeróbias Gram-positivas>>>>>>>

>      >>>De 150 a 450 mg/dose, por via oral, a cada 6 a 8 horas; dose máxima: 1,8 g.>>>>

>>> >>>>

>>Pneumocistose>>>>>>>

>      >>>De 300 a 450 mg, por via oral, 4 vezes ao dia, com primaquina, ou>>>>

>      >>>600 mg, por via intravenosa, 4 vezes ao dia, com pirimetamina.>>>>

>>> >>>>

>>Malária>>>>>>>

>      >>>Dar 20mg/kg/dia a cada 12 horas, durante cinco dias.>>>>

>      >>>No caso de fosfato de clindamicina, a mesma dose pode ser feita a cada 8 ou 12 horas.>>>>

>> >>>

>>Toxoplasmose>>>>>>>

>      >>>Dar 1.200 mg, via intravenosa, 6 em 6 horas, durante 3 semanas, seguido de clindamicina, via oral, 6 em 6 horas ou 450mg, via oral, 8 em 8 horas, durante 6 semanas, combinado com pirimetamina.>>>>

>> >>>

>>Profilaxia de Endocardite Bacteriana em Pacientes Alérgicos às Penicilinas>>>>>>>

>      >>>Dar 600 mg, por vias oral ou intravenosa, em dose única, 1 hora e 30 minutos antes do procedimento, respectivamente.>>>>

>> >>>

>Crianças>>

>>Infecções Causadas por Bactérias Anaeróbias e Aeróbias Gram-positivas>>>>>>>

>      >>>De 8 a 20 mg/kg/dia, por via oral, fracionados em 3 a 4 doses, por 7 a 10 dias.>>>>

>      >>>De 20 a 40 mg/kg/dia, por vias intravenosa ou intramuscular, divididos em 3 a 4 doses, por 7 a 10 dias.>>>>

>>> >>>>

>>Pneumocistose>>>>>>>

>      >>>Em associação com primaquina ou pirimetamina.>>>>

>>> >>>>

>>Profilaxia de Endocardite Bacteriana em Pacientes Alérgicos às Penicilinas>>>>>>>

>      >>>Dar 20 mg/kg, por vias oral ou intravenosa, 1 hora e 30 minutos antes do procedimento, respectivamente.>>>>

>> >>>

>Observação:>>>>>

>      >>>Não é necessário ajuste de dose em pessoas com insuficiência renal. Em insuficiência hepática, deve-se reduzir a dose, devido ao prolongamento da meia-vida da clindamicina (5 a 15 horas).>5,6>>>>>

>      >>>É necessário redução da dose em caso de insuficiência hepática.>>>>

>> >>>

>>ASPECTOS FARMACOCINÉTICOS CLINICAMENTE RELEVANTES>5>>>>>>>>

>      >>>Absorção oral é alta (90%) e não influenciada pela presença de alimentos.>>>>

>      >>>Início da ação: 45 minutos.>>>>

>      >>>Pico de concentração sérica: 60 a 90 minutos.>>>>

>      >>>Meia-vida: 1,5 a 5 horas.>>>>

>      >>>Metabolismo: predominantemente hepático.>>>>

>      >>>Excreção: renal (5% a 28%).>>>>

>>> >>>>

>>EFEITOS ADVERSOS>1,4-6>>>>>>>>

>      >>>Arritmias cardíacas, vasculite.>>>>

>      >>>>Rash >>cutâneo, dermatite de contato, prurido, pele ressecada e síndrome de Stevens-Johnson (10%).>>>>

>      >>>Esofagite, glossite, estomatite, desconforto abdominal, náusea, vômito, dispepsia, gosto metálico na boca (4%), diarréia (10%) e enterocolite pseudomembranosa (0,01% a 1%).>>>>

>      >>>Hepatotoxicidade.>>>>

>      >>>Dor local e flebite.>>>>

>> >>>

>>INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS>5>>>>>>>>

>      >>>Com bloqueadores neuromusculares periféricos aumento do bloqueio neuromuscular.>>>>

>      >>>Aumento do efeito de clindamicina: gentamicina, metronidazol.>>>>

>      >>>Redução do efeito de clindamicina: ciclosporina, cloranfenicol, eritromicina.>>>>

>> >>>

>>ORIENTAÇÕES AOS PACIENTES>5>>>>>>>>

>      >>>Orientar para a ingestão com alimento ou pelo menos 250 mL de água.>>>>

>>> >>>>

>>ASPECTOS FARMACÊUTICOS>5,6,162>>>>>>>>

>      >>>Deve-se manter a cápsula à temperatura de 20 a 25°C.>>>>

>      >>>Nunca administrar a solução em >bolus>.>>>>

>      >>>Concentração final não deve exceder 18 mg/mL.>>>>

>      >>>Solução injetável compatível com solução fisiológica 0,9%, glicose 5% e Ringer lactato por 8 semanas a 10°C, 32 dias a 4°C e 16 dias a 25°C, quando acondicionada em recipiente de vidro ou PVC.>>>>

>      >>>Incompatível com: ampicilina, aminofilina, barbitúricos, gliconato de cálcio, ceftriaxona, idarrubicina, sulfato de magnésio, fenitoína, filgastrim, fluconazol, aluporinol e ranitidina.>>>>

>> >>>

>>SOBRE OS DIREITOS AUTORAIS DO DOCUMENTO>>>>>>>

>Consta no documento:>>>>

>Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução parcial ou total desta obra, desde que citada a fonte e que não seja para venda ou qualquer fim comercial.”>>>>

>O objetivo do site MedicinaNet e seus editores é divulgar este importante documento. Esta reprodução permanecerá aberta para não assinantes indefinidamente.>>>>

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal

×

Em função da pandemia do Coronavírus informamos que não estaremos prestando atendimento telefônico temporariamente. Permanecemos com suporte aos nossos inscritos através do e-mail info@medicinanet.com.br.