FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Uso de Albumina em Cirróticos Hospitalizados

Autor:

Lucas Santos Zambon

Doutorado pela Disciplina de Emergências Clínicas Faculdade de Medicina da USP; Médico e Especialista em Clínica Médica pelo HC-FMUSP; Diretor Científico do Instituto Brasileiro para Segurança do Paciente (IBSP); Membro da Academia Brasileira de Medicina Hospitalar (ABMH); Assessor da Diretoria Médica do Hospital Samaritano de São Paulo.

Última revisão: 09/06/2021

Comentários de assinantes: 0

Contexto Clínico

 

Estudos pré-clínicos sugerem que a albumina possa ter um papel anti-inflamatório, e, como infecções e o aumento da inflamação sistêmica causam disfunção orgânica e morte em pacientes com cirrose descompensada, seu uso poderia ser uma solução nesses casos. No entanto, faltam ensaios clínicos confirmatórios em grande escala.

 

O Estudo

 

Apresentamos um ensaio clínico randomizado, multicêntrico, aberto e de grupo paralelo envolvendo pacientes hospitalizados com cirrose descompensada que tinham nível de albumina sérica menor que 3 g/dL no momento da inscrição. Os pacientes foram designados aleatoriamente para receber solução de albumina humana 20% por até 14 dias ou até a alta, o que ocorresse primeiro, ou tratamento padrão. O tratamento começou dentro de três dias após a admissão. O desfecho primário composto foi nova infecção, disfunção renal ou morte entre os dias 3 e 15 após o início do tratamento.

Foram submetidos à randomização 777 pacientes, e o álcool foi relatado como a causa de cirrose na maioria deles. Uma infusão total média de albumina de 200 g (intervalo interquartil, 140 a 280) por paciente foi administrada ao grupo de albumina-alvo (aumentando o nível de albumina para = 3 g/dL), em comparação com uma mediana de 2 g (intervalo interquartil, 0 a 12) por paciente administrada ao grupo de tratamento padrão (diferença média ajustada, 143 g; IC 95%, 127 a 158,2). A porcentagem de pacientes com um evento de desfecho primário não diferiu significativamente entre o grupo de albumina-alvo (113 de 380 pacientes [29,7%]) e o grupo de tratamento padrão (120 de 397 pacientes [30,2%]) (odds ratio ajustada, 0,98; IC 95%, 0,71 a 1,33; P = 0,87). Uma análise de tempo até o evento em que os dados foram censurados no momento da alta ou no dia 15 também não mostrou diferença significativa entre os grupos (razão de risco, 1,04; IC 95%, 0,81 a 1,35). Eventos adversos graves ou com risco de morte ocorreram mais no grupo da albumina do que no grupo de tratamento padrão.

 

Aplicação Prática

 

Este ensaio clínico nos traz mais do conceito “menos é mais”, pois, em pacientes hospitalizados com cirrose descompensada, as infusões de albumina para aumentar o nível de albumina para uma meta de 3 g/dL não trouxeram benefícios clínicos aos pacientes, sugerindo que seu uso apenas eleva custos e, portanto, não deve ser adotado como conduta no perfil de casos estudados.

 

Bibliografia

 

1.             China L et al. A Randomized Trial of Albumin Infusions in Hospitalized Patients with Cirrhosis. N Engl J Med 2021; 384:808-817.

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal

×
×

Em função da pandemia do Coronavírus informamos que não estaremos prestando atendimento telefônico temporariamente. Permanecemos com suporte aos nossos inscritos através do e-mail info@medicinanet.com.br.