FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Uso de Cimento em Artroplastia para Fratura de Quadril

Autor:

Lucas Santos Zambon

Doutorado pela Disciplina de Emergências Clínicas Faculdade de Medicina da USP; Médico e Especialista em Clínica Médica pelo HC-FMUSP; Diretor Científico do Instituto Brasileiro para Segurança do Paciente (IBSP); Membro da Academia Brasileira de Medicina Hospitalar (ABMH); Assessor da Diretoria Médica do Hospital Samaritano de São Paulo.

Última revisão: 30/06/2022

Comentários de assinantes: 0

Contexto Clínico

 

As fraturas de quadril em idosos (ou fratura de fêmur proximal) são uma causa extremamente importante de perda de funcionalidade nessa faixa etária, contribuindo, inclusive, para pior prognóstico em termos de mortalidade nos anos subsequentes ao evento. Quanto ao tratamento cirúrgico, existe controvérsia sobre o uso de cimento ósseo em fraturas de quadril tratadas com hemiartroplastia. Os dados sobre a qualidade de vida após procedimentos com ou sem uso de cimento são muito limitados, e mais informação a respeito é necessária para guiar a prática clínica.

 

O Estudo

 

Apresentamos um estudo multicêntrico, randomizado e controlado que comparou hemiartroplastia cimentada com não cimentada em pacientes com 60 anos de idade ou mais com fratura de quadril intracapsular. O desfecho primário foi a qualidade de vida relacionada à saúde medida com o uso de pontuações de utilidade no questionário EuroQol Group 5-Dimension (EQ-5D) quatro meses após a randomização (intervalo de pontuações, -0,594 a 1, com pontuações mais altas indicando melhor qualidade de vida; intervalo para diferença clinicamente importante mínima, 0,050 a 0,075).

Um total de 610 pacientes foram submetidos à hemiartroplastia cimentada, e 615, à hemiartroplastia moderna não cimentada. Dados de acompanhamento estavam disponíveis para 71,6% dos pacientes em 4 meses. A pontuação de utilidade média do EQ-5D foi de 0,371 nos pacientes atribuídos ao grupo cimentado e de 0,315 naqueles atribuídos ao grupo não cimentado (diferença ajustada, 0,055; IC 95%, 0,009 a 0,101; P = 0,02). A diferença entre os grupos em 1 mês foi semelhante à de 4 meses, mas a diferença em 12 meses foi menor do que em 4 meses. A mortalidade em 12 meses foi de 23,9% no grupo cimentado e de 27,8% no grupo não cimentado (odds ratio para morte, 0,80; IC 95%, 0,62 a 1,05). Fraturas periprotéticas ocorreram em 0,5% e 2,1% dos pacientes nos respectivos grupos (odds ratio [não cimentado vs. cimentado], 4,37; IC 95%, 1,19 a 24,00). As incidências de outras complicações foram semelhantes nos dois grupos.

 

Aplicação Prática

 

Neste estudo, financiado pelo National Institute for Health Research, nos Estados Unidos, podemos concluir que, entre pacientes com 60 anos de idade ou mais com fratura de quadril intracapsular, a hemiartroplastia cimentada resultou em qualidade de vida discretamente melhor em comparação com a hemiartroplastia sem uso de cimento. Importante destacar que essa diferença, que ocorreu já a partir de 1 mês da randomização, foi decaindo ao longo de 12 meses. Esse resultado levanta a seguinte pergunta: é custo-efetiva a realização de artroplastia com cimento para esses casos? Uma vez que os procedimentos cimentados são mais caros, é extremamente importante colocar esse parâmetro em pauta com o paciente. Algo que poderia ser debatido é que, apesar de não oferecer um resultado substancialmente superior em termos de qualidade de vida, a hemiartroplastia cimentada ofereceu menor risco de fraturas periprotéticas. Como isso leva a novo procedimento, com riscos associados, pesar custos e benefícios é algo a ser feito pelo ortopedista, sempre alinhado à realidade do custeio em saúde do paciente. Podemos concluir que não é possível recomendar estritamente uma modalidade em detrimento da outra para os casos com o perfil deste estudo.

 

Bibliografia

 

1.             Fernandez MA et al. Cemented or Uncemented Hemiarthroplasty for Intracapsular Hip Fracture. N Engl J Med 2022; 386:521-530

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A

Cnpj: 11.012.848/0001-57

info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal

×
×

Em função da pandemia do Coronavírus informamos que não estaremos prestando atendimento telefônico temporariamente. Permanecemos com suporte aos nossos inscritos através do e-mail info@medicinanet.com.br.