FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Filtrar

Veja também o resultado via

Exibir resultados de:

Filtrar por:

Resultados de Busca

Sua busca por "Rubeola e Sindrome da Rubeola Congenita" obteve 36 resultados.

Página:  de 4

01/03/2011

Guias Livres do Ministério da Saúde

Rubéola e Síndrome da Rubéola Congênita

...que se inicia na face, couro cabeludo e pescoço, espalhando-se para tronco e membros. Este exantema e, precedido, em 5 a 10 dias, por linfadenopatia generalizada, principalmente suboccipital, pós-auricular e cervical posterior. Adolescentes e adultos podem apresentar poliartralgia, poliartrite, conjuntivite, coriza e tosse. Cerca de 25 a 50% das infecções pelo vírus da Rubéola são subclínicas, ou ......

Ver Índice

01/03/2011

Guias Livres do Ministério da Saúde

Rubéola e Síndrome da Rubéola Congênita

... A Síndrome da Rubéola Congênita (SRC), geralmente, é uma condição clínica grave. A infeccao da placenta e viremia fetal ocorrem em cerca de 40 a 60% das mulheres gravidas infectadas com o vírus da Rubéola, principalmente durante as primeiras semanas de gestação (primeiras nove semanas). Esse vírus tem tropismo por células em formação (embriogênese) e quanto mais precoce a idade gestacional, mais ......

Ver Índice

12/08/2009

Guias Livres do Ministério da Saúde

Síndrome da Rubéola Congênita

...ados nos recém-natos normais, nascidos de mães imunes à rubéola. Não é possível diferenciar os anticorpos IgG maternos daqueles produzidos pelo próprio feto, quando infectados na vida intra-uterina. Como a quantidade de anticorpos IgG maternos diminui com o tempo, desaparecendo por volta do 6º mês, a persistência dos níveis de anticorpos IgG no sangue do recém-nascido é altamente sugestiva de infe......

Ver Índice

11/11/2015

Biblioteca Livre

V

...r dos componentes desta vacina. t Doença febril aguda (temperatura acima de 38,5 ºC); contudo, não está contraindicada em infecção leve no trato respiratório superior. Precauções t A vacina confere proteção somente contra N. meningitidis sorogrupo C. A presença de pequena quantidade de toxoide tetânico não confere proteção contra o tétano. t Não se justifica teste de gravidez de rotina a......

Ver Índice

30/05/2010

Revisões

Doenças exantemáticas na infância

...a doença; pacientes com SSPE (panencefalite esclerosante subaguda) não são contagiosos. 4. Período de incubação: de 10 a 12 dias. Na SSPE, média de 10,8 anos. 5. Manifestações clínicas: febre baixa a moderada de 3 a 5 dias, tosse seca, coriza e conjuntivite; por volta do 4º dia, aparecimento de manchas de Koplik (pontos branco-acinzentados, com aréolas avermelhadas na altura dos molare......

Ver Índice

01/02/2010

Revisões

Icterícia

...de cirrose). 2. Tumores: apenas tumores malignos causam icterícia. I. Primários: acompanham a cirrose; o câncer hepatocelular é comum em portadores de hepatite B; o diagnóstico é feito pela dosagem elevada de alfafetoproteína e da biópsia hepática. O sarcoma primário do fígado e o hemangiossarcoma são extremamente raros. II. Metastáticos: frequentes no fígado, cursam com icterícia bra......

Ver Índice

08/03/2012

Revisões Internacionais

Sarampo, caxumba, rubéola, parvovírus, poxvírus – Martin S. Hirsch, MD

... infection in human immunodeficiency virus type 1–infected persons failing or intolerant to zidovudine therapy. J Infect Dis 168:101, 1993 52. Wildig J, Michon P, Siba P, et al: Parvovirus B19 infection contributes to severe anemia in young children in Papua New Guinea. J Infect Dis. 194:146, 2006 53. Pasvol G: Parvovirus infection, malaria, and anemia in the tropics: a new hidden enem......

Ver Índice

04/10/2016

Revisões Internacionais

Distúrbios Leucocitários Não Malignos

...ral, não se recomendam os fatores de crescimento mieloide (G-CSF ou GM-CSF) no tratamento de febre e de neutropenia secundária a quimioterapias, por causa da ausência de benefícios clínicos convincentes.43 O uso de G-CSF no contexto de neutropenia aguda não relacionada à quimioterapia ainda é cercado de controvérsias. Levando-se em consideração a raridade, o impacto do G-CSF no tratamento não qui......

Ver Índice

31/05/2009

Biblioteca Livre

Rubéola

...nica de Dermatologia Sanitária BRASÍLIA / DF – 2002 Rubéola CID-10: B06 DESCRIÇÃO DA RUBÉOLA Doença exantemática viral aguda, caracterizada por exantema máculo-papular, que se inicia na face, couro cabeludo e pescoço, espalhando-se para o tronco e membros (Figura 1). Apresenta febre baixa e linfodenopatia generalizada, principalmente subocciptal, pós-auricular e cervical posterior, gera......

Ver Índice

30/10/2012

Revisões

toxoplasmose

..., as formas clínicas podem ser assim divididas: · infecção primária em imunocompetentes (toxoplasmose ganglionar); · toxoplasmose em pacientes imunocomprometidos; · toxoplasmose congênita; · coriorretinite isolada (toxoplasmose ocular). Toxoplasmose Ganglionar Aproximadamente 90% dos adultos e adolescentes imunocompetentes apresentam infecção assintomáti......

Ver Índice

Página:  de 4

Índice

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A

Cnpj: 11.012.848/0001-57

info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal

×
×

Em função da pandemia do Coronavírus informamos que não estaremos prestando atendimento telefônico temporariamente. Permanecemos com suporte aos nossos inscritos através do e-mail info@medicinanet.com.br.